Resumo da Semana 5 da BFA Elite

A Semana 5 da BFA Elite chegou ao fim, jogos disputados, muitas viradas e até uma prorrogação. O Mapa do FABR irá fazer um breve resumo das duas partidas da rodada.

Foram marcados 271 pontos, uma média de 54,2 pontos por partida, 21 touchdowns aéreos, 14 corridos, 1 pick six, 1 de special teams, 25 extra points, 4 field goal, 3 conversões de 2 pontos, 1 safetie.

Portuguesa FA 38 x 20 Corinthians Steamrollers

O Corinthians Steamrollers estreou na BFA Elite sem novidades do time que foi vice-campeão da SPFL Série Diamante. Liderado pelo QB americano Lee Wells e pelo RB João Vitor Ferrari, o Timão encarou um pedreira, a Portuguesa FA, que vinha de uma boa vitória contra o Flamengo Imperadores na abertura da BFA.

A Portuguesa começou com tudo e abriu 28 a 0 com os WRs Guilherme “Jesus”, Vinicius “Seya” e Henrique Silva “Bigode” recebendo passes do QB Catullo Goés, e RB Branco Menezes, que chegou a fazer outro touchdown, mas foi anulado após o jogador iniciar a comemoração antes de entrar na endzone.

No segundo tempo, a Portuguesa começou a rodar seu elenco e o Corinthians se aproveitou para diminuir a diferença com Apolo, após receber passe do Lee Wells. A Lusa reagiu na sequência com mais um passe de Catullo, dessa vez para o WR Luiz Domingues. O Corinthians voltou a marcar com Vitor Flausino e Guilherme Vitor “Carioca”, após passes do Lee, e com Rodrigo “Brown” em uma conversão de 2 pontos.

O Corinthians Steamrollers volta a jogar contra o América Locomotiva no dia 10/08. A Portuguesa terá um mês de folga e volta a jogar no dia 31/08, contra o São Paulo Storm.

Mais em: Portuguesa bate Corinthians em jogo disputado no Canindé (Salão Oval), Portuguesa FA bate Corinthians Steamrollers e conquista 2ª vitória na Liga BFA (The Playoffs), BFA Elite: Portuguesa FA domina rival Steamrollers e permanece invicta (NFL à Brasileira)

Flamengo Imperadores 35 x 22 América Locomotiva

O América Locomotiva estreou na BFA com muitas novidades. Vamos começar com a saída do QB Talon Roggasch (Ceará Caçadores), dos OLs Pollys Junio (Galo FA) e Marcos “Turtle” (T-Rex), do DB Renato Durães e dos LBs Bruno Bachur e Bruno Nascimento, ambos para o Galo FA. Se nomes importantes saíram, outros chegaram, com destaque para os americanos Jeremiah Aycock (QB) e Bobby Rosario (LB), o norueguês Hasse Hellan (OL), os WRs Luiz Nascimento, Mateus Felipe e Luiz Borges (ex-Contagem Inconfidentes), os OLs Fabricio Rocha (ex-Betim Bulldogs), “Lucão” da Silva (ex-Volta Redonda Falcons), João Victor “Monobloco” (ex-Univás Gladiadores) e Nicholas Reis (ex-Independente Tomahawk), os DBs Guilherme “Menor” e Vitor Paiva (ex-Betim Bulldogs) e o kicker “Chaw” Ribeiro (ex-Galo FA).

O adversário era o Flamengo Imperadores, que tinha perdido na estreia para a Portuguesa. A partida foi caracterizada pela grande quantidade de false starts da OL mineira, pelas sete interceptações, pelo domínio terrestre carioca, o aéreo mineiro e uma prorrogação de tirar o fôlego.

O Flamengo estabeleceu seu jogo corrido logo no início com os RBs David “Prince” e Raffael “Double F”, que infernizaram a defesa americana a partida inteira, mostrando para todos os grande ponto fraco do time, que ainda enfrentará RBs melhores, entre eles Parris Lee (Galo) e Rodrigo Agueda “Pacquiao” (Vasco). Do outro lado, o jogo corrido foi ineficiente em grande parte do jogo.

Se por terra o time mineiro não avançava, pelo ar vieram os melhores momentos do time, principalmente quando Aycock acionava o jovem e talentoso Marcelo Matos “Pokemon”. Os dois touchdowns do jogador vieram em big plays, uma delas em uma quarta descida no campo de defesa. O QB americano era constantemente pressionado pela ótima e experiente linha defensiva flamenguista, sem muita mobilidade nessas situações, forçou muitos passes e foi interceptado quatro vezes.

As interceptações foram importantes para definir a partida, mas fundamental mesmo foram os erros da OL e special teams do Locomotiva. Os mineiros poderiam ter vencido tem tempo normal, mas os false starts minaram as ações do time em momentos cruciais, tipo no field goal errado por Chaw, que teria sido fácil se três faltas não tivessem feito o time recuar absurdamente. Na tentativa de conversão dos três pontos que empatou a partida, os erros voltaram a acontecer, mas isso não impediu o kicker de acertar um impressionante chute de mais de 50 jardas.

Na prorrogação, o Flamengo apenas correu e entrou na endzone com o fullback Frajola. Na tentativa do Locomotiva nada de diferente, erros da OL, jogo corrido ineficiente e uma interceptação retornada para touchdown pelo free safety Euclides.

O América Locomotiva volta a jogar contra o Corinthians Steamrollers no dia 10/08. O Flamengo Imperadores terá um mês de folga e volta a jogar no dia 31/08, contra o Galo FA.

Mais em: Em primeira prorrogação da BFA, Flamengo volta a vencer o Locomotiva (Salão Oval), Na prorrogação, América Locomotiva perde em sua estreia no BFA (América-MG), Na prorrogação, Flamengo Imperadores derrota América Locomotiva em Minas Gerais pela Liga BFA (Flamengo)

Challengers FA 23 x 15 São Paulo Storm

Após 1.093 dias longe da elite nacional, a última partida foi contra o Flamengo Imperadores no dia 30/07/2016, o Challengers voltou disposto a ficar e a não ser apenas mais um time na competição. Após ser campeão da Liga Nacional em 2018, o time decidiu focar na BFA, por isso abdicou da SPFL, e se reforçou para o retorno à elite, trazendo 14 jogadores de times da região, além de garantir que os problemas financeiros não irão atrapalhar o time como em 2016, quando abandonou o torneio na metade. O São Paulo Storm não fez uma participação convincente na SPFL e o time precisou se mexer. Alguns jogadores saíram e o time se reforçou com 8 atletas do Santos Tsunami, com destaque para o LB Felipe Pitta.

O Challengers se mostrou melhor ao longo da partida e mesmo com os erros de um time que estreia na temporada, deu poucas chances para o Storm pensar em uma reação. Com bons passes do QB Miguel Mendonça, as boas corridas do RB Tortorello e uma atuação consistente da defesa, o Challengers mostrou que veio para ser um dos protagonistas no cenário paulista. O Storm pouco fez de diferente, talvez uma dependência menor do jogo corrido e mais oportunidades para o QB Nicholas Lobo mostrar seu potencial. 

O destaque da partida foi o QB Miguel Mendonça, que correu para dois touchdowns e fez um passe para o WR Lysandro Oliveira anotar outro.

Mais em: Challengers retorna à elite derrotando Storm em Ribeirão (Salão Oval), BFA 2019: Jogando em casa, Challengers estreia com vitória sobre o Storm (Torcedores), Ribeirão Preto Challengers estreia com vitória na elite do Futebol Americano (Em Ribeirão)

Sinop Coyotes 20 x 31 Sorriso Hornets

O jogo entre Sinop Coyotes e Sorriso Hornets foi digno do “maior clássico do Mato Grosso”. O Sorriso Hornets começou avassalador e abriu 14 a 0 após o QB Edilson Kovaleski “Leite” passar para os WRs Eder Silva “Bob” e Diego Oliveira. O Coyotes diminuiu com o TE Fábio Aliberti, após passe do QB Ricardo Bonadimann, mas o Hornets ampliou a vantagem na sequência com mais um passe de Leite, dessa vez para o WR Breno do Bem.

O time de Sorriso sequer teve tempo para recuperar o fôlego, o polivalente Henrique Gratão retornou o chute até a redzone e bastou um snap para Ricardo passar para Whemerson e diminuir a vantagem para 20 a 13. Tudo isso aconteceu no primeiro tempo e ainda deu tempo do Sorriso acertar um field goal com Marcos Lodi, indo para o intervalo vencendo por 23 a 13.

O ritmo diminuiu bastante no segundo tempo, as defesas passaram a dominar as ações. O Sorriso voltou a pontuar no último quarto quando o Coyotes fez um holding dentro da endzone, resultando em um safety e Leite correu trinta e cinco jardas até a endzone. No final da partida e sem muito o que fazer, o time de Sinop diminuiu a diferença com um passe de Ricardo para o WR Igor Tenório, 31 a 20 para o Hornets.

O Sorriso Hornets volta a jogar no dia 17/08, contra o Rondonópolis Hawks. O Sinop Coyotes volta a jogar no dia 10/08, contra o Cuiabá Arsenal.

Mais em: Em jogo movimentado, Hornets supera Coyotes (Salão Oval), Sorriso Hornets e Cuiabá Arsenal vencem em rodada do Brasileiro de Futebol Americano (Globo Esporte), Sorriso Hornets leva melhor no clássico contra os Sinop Coyotes (Olhar Esportivo)

Cuiabá Arsenal 35 x 32 Rondonópolis Hawks

Cuiabá Arsenal e Rondonópolis Hawks fizeram uma partida digna de um torneio de elite. Os times trocaram pontuações até final do primeiro tempo, que terminou com o Hawks liderando por 17 a 14. No início do terceiro quarto, o time de Rondonópolis colocou 10 pontos de vantagem com uma corrida do RB Wesley Rocha, mas a vantagem durou pouco, o RB Bruno Loeschke retornou o kickoff até a endzone, deixando o placar em 24 a 21.

O ataque do Hawks estava bem e conseguia bons avanços, muitos após faltas da defesa cuiabana, mas um fumble no campo de ataque acabou com a campanha, dando a chance para o QB americano Tom Kudyba passar para o WR Kent McDonald e colocar o Arsenal novamente na liderança. O Cuiabá soube aproveitar o bom momento e voltou a marcar com Loeschke, seu quarto touchdown na partida, aumentando a vantagem para 11 pontos, 35 a 24.

Mesmo em desvantagem no placar, o Hawks não desistiu e anotou outro touchdown com uma corrida do TE Gustavo Ourique, seguido de uma conversão de 2 pontos de Rodrigo Vega. Precisando de um field goal para empatar, o Hawks foi para o onside kick e recuperou a bola. Faltando 50 segundo para o término e precisando avançar para deixar o kicker Zé Vitor em boa posição, o QB Vinícius Alexandre “Bozo” acabou sendo interceptado por Alan dos Santos, colocando um ponto final na partida, 35 a 32 para o Arsenal.

O Rondonópolis Hawks volta a jogar no dia 17/08, contra o Sorriso Hornets. O Cuiabá Arsenal volta a jogar no dia 10/08, contra o Sinop Coyotes .

Mais em: Em show de viradas, Arsenal vence Hawks em Batalhão (Salão Oval), Em duelo épico, Cuiabá Arsenal supera Rondonópolis Hawks e se recupera no BFA (Futebol Americano Brasil), Sorriso Hornets e Cuiabá Arsenal vencem em rodada do Brasileiro de Futebol Americano (Globo Esporte), Em jogo emocionante, Cuiabá Arsenal vence Rondonópolis Hawks (The Playoffs), Cuiabá Arsenal vence Rondonópolis Hawks no 44°BIMtz (Olhar Esportivo)